O tribunal vai contestar o fato de não ter recebido previamente a minuta do acordo, como determina uma instrução normativa do próprio TCU