O setor de petróleo corre o risco de ter uma crise de oferta porque as empresas vêm priorizando o setor de xisto e projetos de curto prazo, diz Amin Nasser, presidente da Saudi Aramco