GENEBRA  -  Três gigantes suíças de comercialização de commodities — Glencore, Trafigura e Vitol — utilizaram “métodos nebulosos” na relação comercial com a Petrobras que levaram aos casos de corrupção hoje conhecidos, segundo relatório divulgado pelas organizações não governamentais (ONGs) Global Witness e Public Eye. Ambas entidades pedem uma regulação mais estrita para enquadrar as atividades das empresas negociantes de commodities. As companhias negam infração à lei.